Mulher se recusa a entrar em elevador com cachorro idoso - NewPangea

Animais

Mulher se recusa a entrar em elevador com cachorro idoso

Após o episódio, moradora espalhou cartazes pelo prédio contando a história do seu animal que já passa dos 18 anos

Mulher se recusa a entrar em elevador com cachorro idoso

Facebook

Seu Noronha é um cãozinho idoso muito simpático. Aos 18 anos, ele ainda tem pique para passear duas vezes por dia ao lado das “irmãs” Laica e Bici. Mas um episódio recente chamou atenção no condomínio dos cãezinhos, uma vizinha se recusou a entrar no elevador com os animais.

Imagem

Laica, Bici e Seu Noronha durante o passeio | Reprodução/Instagram

 

“Quando fui soltar a porta a moça disse ‘você que deveria subir de escada’. Expliquei que o Seu Noronha tem 18 anos, que ele não consegue mais subir e descer. Mostrei que ele é um cachorro de quase 30kg, não aguento subir com ele no colo. Ela ficou sem argumentos e foi de escada”, conta a atriz Julia Bobrow.

A protetora de animais resolveu adotá-lo, em 2017, para oferecer conforto no fim da vida. O cãozinho SRD passou por eventos de adoção e era rejeitado pela idade avançada. Atualmente, está cego, surdo e usa fralda para controlar suas necessidades.

O prédio não possui normas sobre o trânsito de animais no elevador. E sem poder levar o cão pelas escadas, a moça aproveitou o episódio para escrever uma carta e explicar a limitação aos vizinhos:

Imagem

A tutora escreveu uma carta para explicar a condição do animal |Reprodução/Instagram

 

“Queridos moradores do prédio,

Meu nome é Seu Noronha. Sou um cachorro de 18 anos com muitas limitações. Sou cego, surdo e não consigo mais subir e descer escadas. Mesmo com todas essas dificuldades eu ainda faço questão de passear um pouco 2 vezes por dia. Então pode acontecer de vocês me cruzarem no elevador. Meus pais não conseguem me levar no colo nas escadas porque tenho quase 30kg.
Queria muito que vocês fossem compreensivos se me virem subindo ou descendo de elevador. Sou muito bonzinho, não faço nenhuma sujeira. Se tudo der certo, um dia todo mundo ficará velhinho e precisará de cuidados especiais, né? Não sou humano mas mereço o mesmo amor e respeito!

Com carinho e abanos de rabo,
Seu Noronha”

Com informações Procura-se Cachorro  e adaptação NewPangea

Gostou dessa publicação? Curta nossa página no Facebook

Facebook