Jovem fica cinco horas em cima de árvore para impedir corte - NewPangea

Meio Ambiente

Jovem fica cinco horas em cima de árvore para impedir corte

A atitude de uma jovem surpreendeu as pessoas da cidade de Goioerê, no Paraná e chamou a atenção para um assunto importante.

Jovem fica cinco horas em cima de árvore para impedir corte

Facebook

Luana Karoline Figueiredo, de 19 anos, subiu em uma das árvores de um terreno em que uma equipe autorizada pela prefeitura fazia o corte. O terreno é localizado no trevo do Jardim Curitiba, confluência da travessa Anastácio Borges e Rua do Centenário, com o Prolongamento da Rua Santos Dumont e Rua Londrina.

De acordo com o jornal Goionews, Luana subiu na árvore por volta do meio dia e só saiu de lá às 17 horas, quando a equipe deixou o local. Luana contou ao jornal que a árvore que protegia faz sombra no final da tarde no local onde trabalha com a mãe, por isso resolveu fazer o protesto.

A Secretaria de Meio Ambiente informou ao jornal que as árvores retiradas do terreno são da espécie ligustro, cujo corte é autorizado por ser considerada uma espécie invasora e que por estar no meio do passeio, a árvore dificulta a acessibilidade.

ATENÇÃO PARA O CORTE DE ÁRVORES

Quantas vezes você já ouviu que não é possível fazer nada para mudar uma situação, nem mesmo gerar debate sobre um tema porque uma única pessoa sozinha não tem condição alguma de fazer a diferença?

Luana  não soube dizer se voltaria a repetir o gesto, mas sua atitude foi considerada corajosa por algumas pessoas que passaram perto do terreno e sua disposição persistente foi elogiada por ter aguentado tanto tempo no mesmo lugar para impedir o corte da árvore. E muito mais do que isso, o gesto da jovem levantou discussão pertinente sobre o corte de árvores na cidade.

O estado do terreno também deixou alguns internautas incomodados, o que alimentou ainda mais o debate sobre a necessidade do corte de árvores no local.

Nem sempre é necessário ou é ambientalmente correto, mesmo que seja uma espécie que não faz parte daquelas imunes ao corte por estar em extinção.

 

[+] Rede de hotéis francesa oferece quartos bolhas em meio à natureza, veja

 

Muitos são os casos que levantam discussão sobre o corte de árvores, como um recente e que gerou polêmica no mês de julho, sobre a poda e erradicação de árvores no Parque da Jaqueira, em Recife, pela Empresa de Manutenção e Limpeza Urbana (Emlurb). Frequentadores do parque criticaram a ação e o Ministério Público de Pernambuco abriu inquérito para investigar se realmente havia necessidade ou se configura crime ambiental.

Esse é o poder de um único gesto ou do questionamento das ações não apenas públicas, mas que no geral, envolvem a vida de uma comunidade.

 

 

Com informações Awebic

O você que achou da atitude da jovem? Compartilhe!

Gostou dessa publicação? Curta nossa página no Facebook

Facebook